MAIS DE 90 CENTROS NA EUROPA, REALIZAMOS MAIS DE 100 MIL TRATAMENTOS POR ANO.  INFORMAÇÕES TODOS OS CENTROS: 963 600 800 MAIS DE 90 CENTROS NA EUROPA, REALIZAMOS MAIS DE 100 MIL TRATAMENTOS POR ANO.  INFORMAÇÕES TODOS OS CENTROS: 963 600 800 MAIS DE 90 CENTROS NA EUROPA, REALIZAMOS MAIS DE 100 MIL TRATAMENTOS POR ANO.  INFORMAÇÕES TODOS OS CENTROS: 963 600 800 MAIS DE 90 CENTROS NA EUROPA, REALIZAMOS MAIS DE 100 MIL TRATAMENTOS POR ANO.  INFORMAÇÕES TODOS OS CENTROS: 963 600 800 MAIS DE 90 CENTROS NA EUROPA, REALIZAMOS MAIS DE 100 MIL TRATAMENTOS POR ANO.  INFORMAÇÕES TODOS OS CENTROS: 963 600 800 MAIS DE 90 CENTROS NA EUROPA, REALIZAMOS MAIS DE 100 MIL TRATAMENTOS POR ANO.  INFORMAÇÕES TODOS OS CENTROS: 963 600 800 MAIS DE 90 CENTROS NA EUROPA, REALIZAMOS MAIS DE 100 MIL TRATAMENTOS POR ANO.  INFORMAÇÕES TODOS OS CENTROS: 963 600 800 MAIS DE 90 CENTROS NA EUROPA, REALIZAMOS MAIS DE 100 MIL TRATAMENTOS POR ANO.  INFORMAÇÕES TODOS OS CENTROS: 963 600 800 MAIS DE 90 CENTROS NA EUROPA, REALIZAMOS MAIS DE 100 MIL TRATAMENTOS POR ANO.  INFORMAÇÕES TODOS OS CENTROS: 963 600 800 MAIS DE 90 CENTROS NA EUROPA, REALIZAMOS MAIS DE 100 MIL TRATAMENTOS POR ANO.  INFORMAÇÕES TODOS OS CENTROS: 963 600 800
Ligamos para si

Eu li e aceito a Política de Privacidade

Associação de Pais Escola São João de Deus

Instituído através do decreto-lei n.º 15.971, de 21 de Setembro de 1928, o Liceu Nacional D. Filipa de Lencastre, em Lisboa, destinou-se inicialmente a abrigar uma população estudantil exclusivamente feminina, característica que manteve até ao ano de 1974.

Instalado a princípio no Palácio Côrte-Real, situado na Rua do Quelhas, 36, passou a ocupar instalações na Rua de S. Bernardo, 14 a 16, entre 1936 e 1938. A partir deste último ano transferiu-se para aquele que ainda hoje é o edifício-sede do Agrupamento de Escolas D. Filipa de Lencastre, AEDFL, instituição homologada por despacho de 26 de Junho de 2007 e consagrada pelo decreto-lei 299/2007, de 22 de Agosto do mesmo ano.

Este edifício, inserido no bairro do Arco do Cego e projectado em 1932 pelo arquitecto Jorge Segurado (1898-1990), havia sido anteriormente destinado ao ensino primário, pelo que veio a sofrer obras de adaptação até ao ano de 1940, embora tivesse sido oficialmente inaugurado a 14 de Novembro de 1938.

Mesmo antes de essas obras de adaptação estarem concluídas, o Liceu começou a desenvolver uma política museológica que se traduziu na constituição de significativos núcleos quer de um Museu Colonial quer de um Museu Etnográfico, certamente no âmbito da política desenvolvida pelo Estado Novo através do Acto Colonial (1930) e da acção do Secretariado da Propaganda Nacional, criado em 1933.

O acervo daqueles dois núcleos museológicos foi sendo complementado com diversas colecções criadas nas diferentes disciplinas, nomeadamente colecções de malacologia, de mineralogia e de taxidermia. A estas juntaram-se interessantes exemplares de equipamento laboratorial, bem como notáveis exemplares bibliográficos.

Nesta última área, o AEDFL ainda recentemente recebeu duas importantes doações, efectuadas pela ensaísta Maria Joaquina Nobre Júlio (n. 1930) – um conjunto da sua biblioteca com estudos sobre Vergílio Ferreira (1916-1996), dedicatórias autógrafas deste autor e algumas notas manuscritas sobre o mesmo, e pelo escritor Fernando Campos (n. 1924) – uma parcela da sua biblioteca particular.

Ligamos para si

Eu li e aceito a Política de Privacidade
Este site utiliza cookies próprias e de terceiros para melhorar a sua experiência, alguns dos quais essenciais para que certas partes do site funcionem corretamente. Saiba mais na Política de Privacidade.